segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

RELEMBRANDO... A FAVORITA DOS BOMBEIROS!!!

NO INÍCIO DA DÉCADA DE 60, A CANTORA MARION DUARTE RECEBEU A FAIXA DE FAVORITA DA ASSOCIAÇÃO DOS CABOS E SOLDADOS DO CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO NO PROGRAMA RAIMUNDO NOBRE DE ALMEIDA DA RÁDIO MAYRINK VEIGA. COMO NÃO PASSOU A FAIXA PARA NENHUMA OUTRA CANTORA, MARION CONTINUA SENDO A FAVORITA DOS BOMBEIROS. DE ACORDO COM ENTREVISTA DADA NO DIA 07 DE JUNHO DE 2011, NA RÁDIO NACIONAL, NO PROGRAMA "ALÔ RIO", MARION SE MOSTROU INDIGNADA COM A ENORME FALTA DE RESPEITO COM OS SOLDADOS DO CORPO DE BOMBEIROS DO RIO DE JANEIRO, CONCORDANDO COM A REIVINDICAÇÃO DA CATEGORIA POR UM SALÁRIO MAIS DIGNO. MARION DUARTE SEMPRE TEVE UM PROFUNDO CARINHO E RESPEITO POR ESTA CLASSE DE TRABALHADORES.

HINO DO SOLDADO DO FOGO





PEQUENA BIOGRAFIA DOS AUTORES DO HINO:
O 1º Ten. Sérgio Luiz de Mattos, autor do poema que deu origem ao hino, nasceu em 11 de novembro de 1883. Era português de nascimento. Ingressou como Praça Bombeiro aos 25 de novembro de 1903. Naturalizou-se brasileiro em 14 de novembro de 1919 e faleceu, ainda na ativa, em 12 de maio de 1933, aos cinqüenta anos de idade e trinta de serviço na Corporação.
Durante sua vida militar sempre relevou pendores para a arte literária, participando sempre com poemas nas edições da revista “O Bombeiro”, que abordava assuntos técnicos e literários e que teve cerca de dez anos de existência. Nessa revista publicou outro poema “A cruz dos bombeiros” que também teve grande repercussão na época.
Foi encarregado pelo comando de dirigir uma “película cinematográfica” sobre as atividades do Corpo de Bombeiros para ser exibida na exposição de Sevilha no início da década de trinta.
Já o Capitão Antônio Pinto Júnior, autor da música, nasceu em Sabará, Minas Gerais, em 28 de outubro de 1892.
Ainda adolescente ingressou na Banda de Música da Polícia Militar de seu estado, tocando Barítono e prosseguindo com seus estudos musicais.
Aos dezenove anos, em 1911, ingressou na Banda de Música do Corpo de Bombeiros como 3º Sargento, na função de Bombardinista, ao mesmo tempo em que no Conservatório Nacional de Música concluía os cursos de teoria e solfejo.
Graduado como 2º Sargento em 1916, aos 24 anos, assumiu a função de contramestre e em 1922, foi encarregado de reorganizar a banda de Música.
Ainda em 1922, em razão da graduação do maestro Albertino Pimentel como 2º tenente, para efeito de reforma foi promovido a 1º Sargento e no dia onze de novembro assumiu a função de Mestre da Banda. Em 1927 foi promovido a 2º Tenente e depois da revolução de trinta, a 1º Tenente. Em 1936 venceu concurso promovido pelo Ministério da Educação com a transcrição para execução por banda do Hino Nacional Brasileiro. Pinto Júnior deixou a banda em 1944, sendo na reforma, promovido ao posto de Capitão. (MENEZES, 1998, p.171).
Texto extraído da monografia “Banda de Música do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás”, de autoria de Elias Corrêa da Veiga – Goiânia-2009

domingo, 4 de dezembro de 2011

TRIBUTO AO REI DO SAMBA SINHÔ

NO DIA 28 DE OUTUBRO DE 2011, SEXTA-FEIRA, MARION DUARTE PARTICIPOU DO SHOW TRIBUTO AO REI DO SAMBA SINHÔ E SEUS CONTEMPORÂNEOS NO ESPAÇO CULTURAL CORREIA LIMA - CATETE-RJ.
DOCE DE COCO, COMPOSIÇÃO DE JACOB DO BANDOLIM EM PARCERIA COM HERMÍNIO BELLO DE CARVALHO, FOI UMA DAS MÚSICAS ESCOLHIDAS POR MARION PARA O ESPETÁCULO.

ASSISTA AO VÍDEO: