sábado, 15 de setembro de 2007

MAYSAS: A DOS RICOS E A DOS POBRES


NÃO É POSSÍVEL AFIRMAR COM PRECISÃO QUAL FOI O JORNAL DA ÉPOCA QUE PUBLICOU ESTA MATÉRIA, NO ENTANTO, SUPÕE-SE QUE TENHA SIDO O CORREIO DA MANHÃ E A DATA, PROVAVELMENTE, ENTRE O FINAL DO ANO DE 1957 E INÍCIO DE 1958.

EI-LA:

"MAYSAS": ÊXITO E PROMESSA

QUATRO OLHOS VERDES: MAYSA, A DOS RICOS, TEM SEU NOME LIGADO A VÁRIOS ÊXITOS. MAYRINK E COPACABANA PALACE SÃO OS PONTOS ONDE SE PODE OUVIR A SUA VOZ, ACOMPANHADA POR PAULO TITO, AO VIOLÃO. MARION DUARTE, A CHAMADA "MAYSA" DOS POBRES, CANTA BONITO E TEM ESTILO PRÓPRIO. NÃO ALCANÇOU AINDA A CONFIANÇA E POPULARIDADE DA CRIADORA DE "OUÇA". CANTA NA PRE-2, EMBORA TENHA ASSEGURADA SUA INCLUSÃO NO ELENCO DA RÁDIO NACIONAL. SEU PRIMEIRO DISCO NA ETIQUETA COPACABANA SAIRÁ BREVEMENTE. CANDIDATA AOS TÍTULOS E TROFÉUS QUE POSSAM A VIR SER CONFERIDOS ÀS CANTORAS DA NOVA GERAÇÃO.

CANTORA REVELAÇÃO CARIOCA FEZ SUCESSO EM SÃO PAULO


CORREIO DA MANHÃ
RÁDIO E TV

“CANTORA REVELAÇÃO CARIOCA FEZ SUCESSO EM SÃO PAULO”

BREVE, PORÉM AUSPICIOSA, A APRESENTAÇÃO DE MARION DUARTE AO PÚBLICO PAULISTA – ACEITARÁ O CONVITE PARA ATUAR NA CAPITAL BANDEIRANTE.

SÃO PAULO (De Rossini Pinto) – Excedeu a expectativa a apresentação de Marion Duarte, novel cantora eleita “revelação do Rádio Carioca em 1958”, por três periódicos da Capital da República e um programa do Canal 6.
Marion participou de vários programas em emissoras de Rádio e Televisão, locais, obtendo, sempre, os aplausos e carinho do simpático público paulista.
Essa pequena apresentação da cantora, também conhecida entre os cariocas pelo cognome de “Maysa dos Pobres” – em virtude da semelhança com aquela cantora – foi promovida pelo Correio da Manhã, em colaboração com a “Copacabana Discos”, de onde é artista exclusiva.

VISITAS
Nesta Capital, Marion cantou em dois programas de Televisão: “Almoço com as Estrelas” e “Discoteca do Chacrinha”, ambos da TV Tupi, canal 3, alcançando retumbante sucesso mercê de seu inconteste valor artístico, aliado a sua modéstia e simplicidade, atributos tão apreciados pelo público paulistano.
Visitou também dois programas radiofônicos, nas Rádios Cultura e Record e programa “Astros do Disco” na TV Record.

VOLTARÁ BREVE
O sucesso que obteve em São Paulo valeu-lhe um convite que lhe foi feito para atuar na TV Tupi, canal 3.
Falando a reportagem do “Correio da Manhã”, a serviço nesta Capital, Marion Duarte declarou haver apreciado muito o ambiente artístico paulista, sobretudo o que refere ao Rádio e à Televisão.
- “Pretendo aceitar o convite que me fez Ayrton Rodrigues para atuar em São Paulo – disse – sem, no entanto deixar a Rádio Nacional, do Rio, emissora que me deu a projeção que eu precisava como cantora da nova geração.

IPANEMA SAMBA SHOW



QUEM NÃO SE LEMBRA DO PROGRAMA "IPANEMA SAMBA SHOW", NOS ANOS 80, APRESENTADO PELO COMUNICADOR REGINALDO TERTO, NA RÁDIO IPANEMA AM, ONDE MARION DUARTE ERA FIGURA CATIVA COM SUAS MÚSICAS. NESTE LP, LANÇADO NA ÉPOCA, MARION INTERPRETA A CANÇÃO "DONO DE MIM", UMA PARCERIA DA CANTORA COM O SAUDOSO COMUNICADOR E COM O COMPOSITOR MOTTA VIEIRA. A FAIXA TAMBÉM SAIU NO LP MARION DUARTE, DE 1986, PELA GRAVADORA TOP TAPE. EIS AQUI A RELAÇÃO COMPLETA DAS MÚSICAS E ARTISTAS PARTICIPANTES DO DISCO "IPANEMA SAMBA SHOW":

1. Tela Colorida - QUINZINHO
2. Prós E Contras - REGINALDO TERTO
3.
À Jovem Elizinha - QUINTA DIMENSÃO & ESPACIAIS DO SAMBA

4.
Carência - CHINA

5.
Há De Encontrar - RENATO ALFAYA

6.
Dono De Mim - MARION DUARTE

7.
Na Esteira Do Vento - EDSON MENDES

8.
Se Ligue Doutor - ADRÉ DO VILLAR

9.
Não Dá Pra Segurar - GRUPO PALMARES

10.
Meu Gurufim - CLAUDIO COMUNGUELO

11.
Brasil De Bronze - HÉRCIO EXPEDITO

12.
Resto De Mim - RITA RIBEIRO


Para ouvir a música DONO DE MIM, clique no título desta postagem (IPANEMA SAMBA SHOW) e aguarde até você ser redirecionado. Já na outra página, espere um pouco até aparecer a seta símbolo do play dentro do quadrado. Clique nela e aguarde a música tocar. Embora haja a possibilidade de download, recomendamos que não o faça, tendo em vista o respeito ao direito autoral.


domingo, 2 de setembro de 2007

BIOGRAFIA DA CANTORA MARION DUARTE


Marion Duarte

Marion Pereira de Carvalho Gonçalves (Rio de Janeiro, RJ, 18 de março de 1938), ou simplesmente Marion Duarte, é uma cantora e compositora brasileira que se destacou nas décadas de 1950 e 1960.

Carreira

Carioca de Bento Ribeiro, Marion Duarte tornou-se popular a partir de 1957, quando começou sua carreira pela Rádio Solimões de Nova Iguaçu (Rio de Janeiro), no programa Valores Novos, comandado por Marcos Alexandre, usando o pseudônimo Valéria Duarte.

Daí seguiu se apresentando em vários outros programas da Rádio Nacional e Rádio Mayrink Veiga, entre os quais o Programa César de Alencar, Programa Paulo Gracindo e Programa Raymundo Nobre de Almeida (onde recebeu a faixa de "Favorita da Associação de Cabos e Soldados do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro"). Participou também da Caravana da Alegria, comandada pelo então comunicador da Rádio Globo Luiz de Carvalho. Devido à grande semelhança entre seus olhos verdes e os da cantora Maysa Matarazzo, expressivo cartaz da época, Marion ganhou da Imprensa Carioca o apelido de Maysa dos Pobres.

Contratada pelas Emissoras Associados (Rádio Tupi e TV Tupi de todo o Brasil), foi capa de várias revistas, como Rouxinol, de Porto Alegre, Canta, Moçada e Moda e Penteado, do Rio de Janeiro, e Radiolândia, ao lado do Velho Guerreiro Chacrinha.

São desse período vários de seus prêmios, como: "Troféu Revelação" (1958) da Revista do Rádio (Rio de Janeiro); "Troféu Zé da Zilda" (1962), do programa Discoteca do Chacrinha; "Troféu Sua Majestade o Cartaz" (1963), da TV Jornal do Commercio (Recife); "Troféu Sete Dias em Destaque" (1964), da TV Marajoara (Belém, Pará), etc.

Os primeiros discos

Nas décadas de 1950 e 1960, gravou pelos selos Copacabana Discos, Continental, Sondomar e Hot, obtendo sucesso com a toada "Quando Corre uma Estrela" (H. Simões, L. Lemos e A. Correia), o samba "Triste Palhaço" (A. Cruz e C. Silva) e o tango "Milagre" (Umberto Silva e Barbosa da Silva). Nesta última gravação, fez dupla com Albertinho Fortuna. Seu último sucesso dessa fase foi "Preciso de Você Urgentemente" (Luiz Araújo e Oldemar Magalhães), já no final dos anos 1960.

O retorno

Após 12 anos afastada, em 1979, Marion foi convidada a defender o samba "Praia de Amaralina", de Tião do Pandeiro e Orlando Coto Dominguez, no Primeiro Festival de Música da Associação Atlética Banco do Brasil (a AABB do Rio de Janeiro), que chegou em quinto lugar. Marion obteve, com isso, o direito de participar do LP Só pra Começar, que reuniu as finalistas.

Em seguida, gravou um compacto simples com as faixas "Em Nome do Povo" e "Galera do Mengão" — que lhe valeu o "Troféu Pererê", criação do escritor e cartunista Ziraldo, recebido na Festa de Aniversário de 88 anos de existência do Clube de Regatas do Flamengo, ao lado de Nana Caymmi e Elizete Cardoso que também foram agraciadas com o mesmo prêmio.

O primeiro LP

Em 1985, gravou mais um compacto, desta vez duplo, “Mulher de Verdade” (G. Martins, Walter Coragem e Verinha) e, no ano seguinte, seu primeiro LP — Marion Duarte —, obtendo sucesso com o samba "Sou Pagodeira" (Silas de Andrade e Café). Nessa segunda fase de sua carreira, Marion também recebeu várias honrarias, como o “Diploma de Homenagem” do GRES Estação Primeira de Mangueira e o “Diploma de Melhor do Ano” do programa Recordar é Viver, da Rádio Capibaribe (Recife).

Também foi grande a ligação da cantora com Collid Filho (do Salão Grenat), de quem foi parceira em algumas composições, destacando-se "Doce Amor" (1999), que integrou o CD de mesmo título.

Trabalhos atuais

Atualmente, Marion continua fazendo suas gravações, mas já na era dos trabalhos independentes. No ano de 2003, apresentou o CD Fonte de Energia, com destaque para a gravação do samba-canção "A Grande Verdade" (Marlene e Luiz Bittencourt), do foxtrot "Não Troquemos de Mal" (R. Brito e Jorge Faraj) e de seu antigo sucesso "Quando Corre uma Estrela".

Em janeiro de 2006, lançou o samba carnavalesco, de sua autoria com Motta Vieira, "Bola Preta Sensacional", um tributo ao bloco Cordão da Bola Preta, importante instituição carioca. Nesse mesmo ano, também foi homenageada pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro, recebendo do então vereador Brizola Neto, a moção pelo Dia Internacional da Mulher.

Já em 2007, ao lado do cantor Luiz Henrique, gravou o medley Homenagem Concisa a Noel e a Maysa, faixa produzida pelo baterista Jorge Quartarone (vindo d'Os Cariocas). Tendo sido citada também na biografia de Maysa Só Numa Multidão de Amores, de Lira Neto.

Texto extraído da Wikipédia, a enciclopédia livre



A ESTRELA MARION NO TONS DO BRASIL


NO DIA 25 DE AGOSTO DE 2007, A CANTORA MARION DUARTE DÁ UMA ENTREVISTA AO PROGRAMA "TONS DO BRASIL", DA RÁDIO DIFUSORA DE JUNDIAÍ-SP, COMANDADO PELA CANTORA E APRESENTADORA SHIRLEY ESPÍNDOLA http://tonsdobrasil.blogspot.com
MARION FALA DO SEU TRABALHO EM HOMENAGEM A NOEL E A MAYSA, GRAVADO EM DUPLA COM O CANTOR LUIZ HENRIQUE, E FALA TAMBÉM A RESPEITO DOS SEUS 50 ANOS DE CARREIRA QUE COMEMORARÁ EM 2008.
.....................................................................................................................................................................
Para ouvir a entrevista, clique no título desta postagem (A ESTRELA MARION NO TONS DO BRASIL) e aguarde até você ser redirecionado. Já na outra página, espere um pouco até aparecer a seta símbolo do play dentro do quadrado. Clique nela e aguarde a entrevista começar. Embora haja a possibilidade de download, recomendamos que não o faça, tendo em vista o respeito ao direito autoral.

HOMENAGEM CONCISA A NOEL E A MAYSA


A CANTORA MARION DUARTE GRAVOU NESTE ANO DE 2007, AO LADO DO CANTOR LUIZ HENRIQUE, O MEDLEY: "HOMENAGEM CONCISA A NOEL E A MAYSA", UMA PEQUENA LEMBRANÇA AOS LONGOS ANOS SEM NOEL (70 ANOS) E SEM MAYSA (3O ANOS), O MAIS INTERESSANTE É QUE MAYSA FIZERA UMA CANÇÃO PARA NOEL ROSA: "ESCUTA, NOEL". A PRODUÇÃO FOI DE JORGE QUARTARONE, INTEGRANTE DA FORMAÇÃO ORIGINAL DO GRUPOS "OS CARIOCAS" E A FAIXA É COMPOSTA DAS SEGUINTES CANÇÕES DE MAYSA E NOEL ROSA ALTERNADAMENTE: "ESCUTA, NOEL", "ÚLTIMO DESEJO", "OUÇA", "PRA QUE MENTIR" (ESTA COM VADICO), "RESPOSTA", "FITA AMARELA" E "ADEUS". A INTERPETAÇÃO DA MAYSA DOS POBRES FICOU UM LUXO SÓ!!!

Para ouvir a música, clique no título desta postagem (HOMENAGEM CONCISA A NOEL E A MAYSA) e aguarde até você ser redirecionado. Já na outra página, espere um pouco até aparecer a seta símbolo do play dentro do quadrado. Clique nela e aguarde a música tocar. Embora haja a possibilidade de download, recomendamos que não o faça, tendo em vista o respeito ao direito autoral.

MULHERES DE VERDADE



TEMOS AQUI MARION (DE AMARELO) AO LADO DE SUA IRMÃ VERA LÚCIA, GRANDE AUTORA QUE FOI PARCEIRA DE G. MARTINS E WALTER CORAGEM NA CANÇÃO "MULHER DE VERDADE", GRAVADA POR MARION DUARTE EM 1986, PELA GRAVADORA TOP TAPE. INFELIZMENTE O DISCO NÃO FOI RELANÇADO EM CD, MAS CLICANDO-SE NO TÍTULO DA POSTAGEM (MULHERES DE VERDADE), VOCÊ PODERÁ OUVIR A MÚSICA.
APESAR DA BAIXA QUALIDADE DO SOM, É ALTÍSSSIMO O GABARITO DOS COMPOSITORES, EM ESPECIAL A NOSSA QUERIDA VERINHA.

sábado, 1 de setembro de 2007

A NOITE DAS ESTRELAS RUBRO-NEGRAS 1


FESTA DE ANIVERSÁRIO DO CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO

No próximo dia 15 o Clube de Regatas do FLAMENGO estará completando 88 anos de existência e para comemorar o evento fará realizar na véspera, dia 14/11/83, às 21,00h, na sede da Gávea, o Show "A NOITE DAS ESTRELAS RUBRO-NEGRAS, onde a Cantora MARION DUARTE receberá o troféu "PERERÊ", criação margistral do querido Ziraldo, e se apresentará com os seguintes artistas: Paulinho Soares, Reginaldo Bessa, Elizeth Cardoso, João Nogueira, Conjunto Exporta Samba, Bebeto, Alcione, Morais Moreira, Nonato Lemos, Claudio Nutcci e outros.

- DIREÇÃO: CHICO FEITOSA
- APRESENTADORES: Carlos Eduardo Dolabella e Pepita Rodrigues
- PRODUÇÃO: Momentos Promoções
- RESERVAS DE CONVITES: Pelos telefones 274-1695 e 274-2122